Dica para quem quer montar um negócio.

Na maioria das vezes que as pessoas me procuram para conversar sobre empreendedorismo, oportunidades, criação de negócios, etc, elas vem quase sempre com o mesmo discurso: “Fernando, estou pensando em empreender, pois estou com várias idéias na cabeça, e queria saber o que você acha delas”.

Daí, eu ponho a pessoa numa situação embaraçosa, dizendo: “escolha uma dessas idéias, e trabalhe nela. Só assim você vai conseguir empreender.”

E a pessoa responde: mas eu não sei o que vai dar certo, por isso quero testar várias coisas e, aquela que der mais certo, eu dou andamento no projeto, invisto, etc.

Esse é um dos maiores erros que o futuro empreendedor comete.

Seja na vida pessoal ou na vida profissional, você precisa ter foco e clareza das coisas, precisa entender que para poder se dedicar a uma atividade, consequentemente, você não terá tempo para se dedicar a outras, tendo que abrir mão delas. E isso tem que ser encarado como normal por você, senão vai ficar louco, vai estar sempre em conflito interno, não aceitando o desenrolar dos fatos. É o que retrata a imagem desse post: deixe somente uma ideia na cabeça e ocupe todo o seu cérebro para desenvolvê-la, gaste toda a sua energia e seu tempo com isso. Se ela se mostrar uma alternativa viável de negócios, faça-a crescer. Ou, se for o caso, após analisar corretamente, dispense-a por não ser viável. Se isso acontecer, parta pra outra. E comece tudo de novo.

Eu confesso que já cometi esse erro várias vezes, mas a experiências de vários anos de carreira profissional e a participação em vários projetos de voluntariado me ensinaram que, para fazer bem feito uma coisa, você precisa se dedicar 100% a ela.

Hoje em dia, é muito mais fácil e rápido validar uma idéia, se a pessoa souber usar, adequadamente, as ferramentas digitais de pesquisa de mercado e de interesse público por um determinado tema. Abaixo, listo algumas boas opções:

www.semrush.com
www.answerthepublic.com
www.uberssubersuggest.com
https://keywordtool.io/pt
Palavras Chave do Google
Dados do Sebrae

Enfim, ferramentas digitais não faltam para que a pessoa consiga estruturar um projeto de desenvolvimento de um negócio, além, é claro, da pesquisa no seu mercado local e regional.

Nos últimos anos, tenho praticado muito isso. Infelizmente, não são todas as pessoas que conseguem aceitar um não a uma ideia proposta, ou um convite para uma determinada atividade. A sociedade não vê com bons olhos quem fala muito não. Mas, falar não é um dos itens mais importantes da receita de sucesso de um empreendedor.

À medida que você disser sim para uma ideia, você, automaticamente, terá que dizer não para todas as outras e se dedicar integralmente.

Para quem ainda não tem esse entendimento, ou está confuso com relação ao que escrevo, recomento a leitura de 2 livros muito bons, que me ajudaram muito a reforçar esse entendimento:

. Essencialismo – Greg McKeown
. A Única Coisa – Gary Keller | Jay Papasan

E porque estou falando sobre isso, nesse momento? Com a pandemia, muitos negócios tradicionais estão em declínio, precisando se reinventar. E vários outros negócios estão surgindo, sendo que tem muita coisa para acontecer ainda. Muitas pessoas que nunca sonharam em trabalhar pela internet, agora diante do isolamento, estão descobrindo essa nova plataforma de negócios.

Mas, mesmo sendo um negócio digital, as regras de validação são as mesmas. E, não se engane, para ter um bom negócio na internet, você precisará investir recursos preciosos que são o seu tempo e o seu dinheiro.

Fica a dica para quem quer e, mais ainda, para quem precisa se recolocar no mercado, se adaptar ao novo cenário, etc.

Se você já leu algum dos livros que eu citei, compartilha aqui a sua visão sobre eles.

Sucesso nos negócios e na vida!

Acompanhe-me nas redes sociais!